R$ 3,34 Bilhões Foram os Recursos Utilizados nas Eleições de 2018

Os recursos públicos transferidos aos candidatos nas eleições de 2018 totalizaram R$2,26 Bilhões e os particulares R$ 1,08 Bilhão. Nesta postagem está a distribuição feita por região, cargo e partido.

Todos os candidatos a cargos eletivos são obrigados a prestar contas dos valores recebidos nas campanhas eleitorais através do Sistema de Prestação de Contas Eleitorais-SPCE da Justiça Eleitoral, com os lançamentos e relatórios elaborados sob a responsabilidade de um profissional Contábil.

As informações desta postagem foram retiradas destes processos de prestação de contas que se encontram disponíveis em https://dadosabertos.tse.jus.br/ .

FONTES DE FINANCIAMENTO DAS ELEIÇÕES DE 2018

Os recursos para financiamento da campanha eleitoral de 2018 tiveram como origem as seguintes fontes:

FEFC (Fundo Especial de Financiamento de Campanha)

Fundo Público destinado exclusivamente para campanhas eleitorais. Os valores são repassados pelo Tribunal Superior Eleitoral-TSE aos Diretórios Nacionais dos Partidos, conforme critérios definidos em lei. Os partidos repassam para os candidatos utilizarem exclusivamente na campanha eleitoral. As sobras destes recursos são devolvidas ao Tesouro Nacional.

Fundo Partidário

É constituído por dotações orçamentárias da União, multas, penalidades, doações e outros recursos financeiros que lhes forem atribuídos por lei e são repassados aos partidos, que por sua vez repassam aos candidatos. As sobras são devolvidas ao órgão partidário de origem.

O TSE esclarece as diferenças entre Fundo Especial e Fundo Partidário neste artigo:

https://www.tse.jus.br/imprensa/noticias-tse/2020/Outubro/conheca-as-diferencas-entre-fundo-partidario-e-fundo-eleitoral

Outros Recursos

Esta fonte de financiamento de campanhas é formada por doações de pessoas físicas, recursos próprios dos candidatos e comercialização de bens e serviços e promoção de eventos. As sobras são devolvidas á Direção Partidária local.

RECURSOS REPASSADOS AOS CANDIDATOS POR REGIÃO

Fonte dos dados: https://dadosabertos.tse.jus.br/ Gráficos e planilhas:Elaboração própria

Este gráfico representa a dependência dos candidatos dos recursos públicos (Fundo Especial e Fundo Partidário) para os gastos de campanha em todas as regiões.

RECURSOS REPASSADOS AOS CANDIDATOS POR CARGO

Fonte dos dados: https://dadosabertos.tse.jus.br/ Gráficos e planilhas:Elaboração própria

Os candidatos a Deputado Federal foram os que mais receberam recursos públicos.

RECURSOS REPASSADOS AOS CANDIDATOS POR PARTIDO

MDB, PSDB e PT foram os partidos que mais distribuiram recursos públicos aos candidatos, porém os dois primeiros obtiveram boas arrecadações de outros recursos.

Fonte dos dados:https://dadosabertos.tse.jus.br/ Gráficos e planilhas:Elaboração própria

Proporcionalmente PCB, PCO e PR foram os partidos que mais dependeram de recursos públicos, enquanto que PSL, PPL e NOVO tiveram as maiores arrecadações por Outros Recursos. O Novo custeou as campanhas de seus candidatos exclusivamente com recursos particulares.

CONCLUSÃO

Abordamos nesta postagem a distribuição por região, cargo e partidos das fontes de financiamentos de campanhas políticas aos candidatos nas eleições de 2018. Vimos que os recursos públicos (Fundo Especial e Fundo Partidário) somaram R$ 2,26 Bilhões de Reais e o total arrecadado foi de R$ 3,34 Bilhões.

Postagens Relacionadas

Todos os Direitos Reservados – HBELINE Serviços Empresariais – EPP – CNPJ 19.124.736/0001-08