Ponto de Equilíbrio Contábil no Comércio

O ponto de equilíbrio é um conceito fundamental para quem deseja administrar um negócio de forma saudável e rentável. Basicamente, trata-se do momento em que as receitas da empresa se igualam aos seus custos, ou seja, é o ponto em que a empresa não tem lucro nem prejuízo.

Esse é um conceito muito importante, pois permite que o gestor saiba a partir de qual volume de vendas a empresa começará a gerar lucro. Dessa forma, é possível tomar decisões estratégicas de forma mais consciente e assertiva.

Para calcular o ponto de equilíbrio contábil no comércio, é necessário considerar as despesas fixas e os custos e despesas variáveis da empresa. As despesas fixas são aquelas que não variam com as vendas, como aluguel, salários, contas de luz e água, entre outros. Já os custos e despesas variáveis são aqueles que variam de acordo com as vendas, como custo da mercadoria vendida, tributos sobre as vendas, comissões, entre outros.

Ponto de Equilíbrio Contábil = Despesas Fixas ÷ Margem de Contribuição

Margem de Contribuição=Vendas – Custos e Despesas Variáveis

Exemplo Prático

Ao final do mês, o empresário levantou os dados da sua loja e obteve os seguintes valores para vendas, custos e despesas variáveis e fixas:

  • Venda Total = R$20.000,00
  • Custo das Mercadorias Vendidas = R$12.000,00 –> Custo Variável
  • Tributos Sobre as Vendas= R$1.000,00 -> Despesa variável
  • Comissões sobre as Vendas= R$600,00 -> Despesa variável
  • Aluguel: R2.000,00 -> Despesa Fixa
  • Energia, Água, Telefone e Internet = R$1.000,00 -> Despesa Fixa
  • Folha de Pagamento: = R$ 2.500,00 (Menos Comissões) -> Despesa Fixa
  • Pró-labore= R$2.000,00 -> Despesa Fixa
  • Escritório de Contabilidade: R$400,00 -> Despesa Fixa

Com estes dados já podemos calcular a margem de contribuição e as despesas fixas:

  • Margem de Contribuição = 20.000,00 – (12.000,00+1.000,00+600,00)
  • Margem de Contribuição = 20.000,00 – 13.600,00
  • Margem de Contribuição R$ = 6.400,00
  • Margem de Contribuição % = 6.400,00 / 20.000,00
  • Margem de Contribuição % = 32%
  • Despesas Fixas = 2.000,00+1.000,00+2.500,00+2.000,00+400,00
  • Despesas Fixas = 7.900,00

Neste mês a Loja obteve um prejuízo de R$ 1.500,00, pois suas despesas fixas (R$7.900,00) foram maiores que a margem de contribuição (R$6.900,00).

Então qual seria a venda necessária para obter o Ponto de Equilíbrio Contábil ?

Vamos recorrer à fórmula para calcular este valor, isto é, em que ponto as vendas serão suficientes para empatar com custos e despesas e a partir deste ponto a loja começar a dar lucro?

  • Ponto de Equilíbrio Contábil = Despesas Fixas ÷ pela Margem de Contribuição
  • Despesas Fixas=R$7.900,00
  • Margem de Contribuição = 32%
  • Ponto de Equilíbrio Contábil = 7.900,00 / 32%
  • Ponto de Equilíbrio Contábil = R$24.687,50

Considerando este perfil de custos e despesas, a loja deverá faturar no mínimo R$24.687,50 para a partir deste ponto começar a lucrar. Logicamente o empresário poderá diminui as despesas e também negociar melhor as compras para tentar diminuir este valor mínimo.

Em resumo, o ponto de equilíbrio é uma ferramenta fundamental para a gestão financeira de uma empresa. Ele permite que o gestor saiba a partir de qual volume de vendas a empresa começará a gerar lucro e, a partir daí, tomar decisões estratégicas de forma mais consciente e assertiva. Por isso, é importante que todo empreendedor conheça esse conceito e saiba como calcular o ponto de equilíbrio de sua empresa.

Postagens Relacionadas

Todos os Direitos Reservados – HBELINE Serviços Empresariais – EPP – CNPJ 19.124.736/0001-08