Economia Em Uma Única Lição de Henry Hazlitt-Cap. 7

O capítulo sete do livro “Economia em uma única lição” de Henry Hazlitt, intitulado “A Maldição da Maquinaria”, aborda a ideia comum de que a automação e a tecnologia sempre levam ao desemprego e à pobreza.

Hazlitt começa o capítulo explicando que muitas pessoas acreditam que a automação e a tecnologia levam a um aumento do desemprego porque as máquinas são capazes de realizar o trabalho que antes era feito por pessoas. No entanto, ele argumenta que essa visão está equivocada e que, na verdade, a automação e a tecnologia podem levar a uma melhoria da produtividade e do padrão de vida.

Hazlitt explica que a introdução de máquinas e tecnologias mais avançadas pode permitir que as empresas produzam mais bens e serviços a um custo mais baixo. Isso pode levar a preços mais baixos para os consumidores, aumentando assim o poder de compra e melhorando o padrão de vida. Além disso, o aumento da produtividade pode levar a um aumento da demanda por mão de obra, à medida que as empresas expandem seus negócios e precisam de mais trabalhadores para atender a essa demanda.

Hazlitt também argumenta que a introdução de máquinas pode levar a novos tipos de empregos, que muitas vezes são mais interessantes e satisfatórios do que os antigos. Por exemplo, as máquinas podem liberar trabalhadores para se concentrarem em tarefas mais criativas e intelectuais, em vez de tarefas repetitivas e monótonas. Isso pode levar a uma melhoria da qualidade de vida e a uma maior realização pessoal.

“O que as máquinas fazem, repetindo, é causar aumento da produção e melhoria do padrão de vida. Podem fazê-lo de duas maneiras, qualquer que seja: tornando as mercadorias mais baratas para os consumidores (como em nosso exemplo dos sobretudos) ou proporcionando aumento de salários em razão do aumento da produtividade dos operários. Em outras palavras: ou aumentam os salários ou, reduzindo os preços, aumentam os bens e serviços que esses mesmos salários poderão comprar. Às vezes fazem as duas coisas. O que de fato acontece depende, em grande parte, da política monetária seguida no país. mas, seja como for, as máquinas, invenções e descobertas aumentam o salário real”

Henry Hazlitt

Por fim, Hazlitt explica que a ideia de que a automação e a tecnologia sempre levam ao desemprego é baseada em uma falácia chamada “falácia da janela quebrada”. Essa falácia afirma que a destruição de algo pode ser benéfica para a economia, porque cria empregos para reparar o que foi destruído. No entanto, Hazlitt argumenta que isso é uma ilusão e que, na verdade, a destruição de algo só cria empregos temporários, enquanto a economia como um todo perde valor.

Em resumo, o capítulo sete de “Economia em uma única lição” de Henry Hazlitt mostra que a automação e a tecnologia podem levar a uma melhoria da produtividade, do padrão de vida e da qualidade de vida. A ideia de que a automação e a tecnologia sempre levam ao desemprego é baseada em uma falácia e não reflete a realidade da economia moderna. Como tal, Hazlitt acredita que devemos abraçar a automação e a tecnologia, a fim de aproveitar os benefícios que elas trazem à sociedade.

O livro está à venda na Amazon:

https://amzn.to/40tpuZs

Postagens Relacionadas

  • 1
  • 2

Todos os Direitos Reservados – HBELINE Serviços Empresariais – EPP – CNPJ 19.124.736/0001-08